Vitamina D está relacionada ao desenvolvimento de demência

 

Estudos prévios demonstraram que baixos níveis de vitamina D em idosos aumenta o risco de demência. Em artigo do American Journal of Clinical Nutrition, pesquisadores investigaram a relação entre a vitamina D e demência nessa população.

Em uma coorte de 1.182 homens da Suécia (idade média: 71 anos), pesquisadores mediram os níveis séricos de 25 hidroxivitamina D (25(OH)D) e fizeram um follow-up de aproximadamente 18 anos. Nesse período, 116 homens desenvolveram doença de Alzheimer, 64 demência vascular, 250 demência por todas as causas e outros 80 apresentaram declínio cognitivo.

A concentração média de 25 hidroxivitamina D foi de 68,7 ± 19,1 nmol/L. Os níveis de 25 hidroxivitamina D, a ingestão dietética de vitamina D e a síntese de vitamina D não foram associados a desfechos cognitivos.

hazard ratio ajustado para a demência por todas as causas foi de 0,88 (IC de 95%: 0,59 a 1,31) em homens com concentrações de (25(OH)D) < 50, em comparação com > 75 nmol/L. O hazard ratio ajustado para a demência por todas as causas foi de 0,92 (IC 95%: 0,63, 1,32) para o menor quartil em comparação com os mais altos de ingestão de vitamina D.

Os pesquisadores concluíram que esses achados demonstram que não há associação entre o estado da vitamina D inicial e o risco de demência ou comprometimento cognitivo a longo prazo durante um período de 18 anos.

 

Fonte: PEBMED

 

Ligamos para você!
0800 600 3720
Central de Matrículas
X
Nós ligamos para você!
Whatsapp