Acidentes de trânsito causam prejuízo de mais de R$140 bilhões à economia

medicina-de-trafego-acidentes

Só em 2016, 28 mil pessoas que se envolveram em acidentes graves de trânsito ficaram incapacitadas para o trabalho, e 33 mil tiveram destino mais trágico: não sobreviveram. Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que o Brasil é o terceiro país do mundo em acidentes de trânsito, ficando atrás somente da Índia e da China.

O estudo realizado recentemente pelo Centro de Pesquisa e Economia da Escola Nacional de Seguros trouxe um novo ângulo sobre essa tragédia urbana. A pesquisa revelou que, além de matar milhares de brasileiros, a violência no trânsito também tem um custo altíssimo para a economia do país. No último ano, o impacto dos acidentes na economia chegou a quase 2,5% do PIB, que é o total de riquezas do país.

 

Os reflexos na economia

Além das consequências devastadoras para as vítimas e suas famílias, os acidentes graves também têm impacto na economia do país, justamente porque tiram do mercado de trabalho muita gente jovem. O estudo mostrou que, só no ano passado, geraram perdas de 146 bilhões de reais à economia brasileira. Os pesquisadores do da Escola Nacional de Seguros chegarem a esse número com base em quanto o trabalhador produziria ao longo da vida, caso não tivesse se acidentado.

 

Acidentes matam população mais jovem

Segundo a pesquisadora Natalia Oliveira, os acidentes tiram trabalhadores precocemente do mercado, baixando a produtividade do país e afetando a sustentabilidade da previdência social, que já tem problemas devido ao envelhecimento da população.

De acordo com Natalia, perder esse montante é bem assustador, se considerarmos que estamos passando por um período de crise, que é justamente quando precisamos de pessoas e capital.

 

Gastos com internações

Além disso, de acordo com o SUS, no ano passado foram contabilizadas 180 mil internações, que ocasionaram um gasto de 253 milhões de reais para tratar vítimas – desde cirurgias complexas a acidentes menos graves.

Ligamos para você!
0800 600 3720
Central de Matrículas
X
Nós ligamos para você!
Whatsapp