10 conselhos para seu paciente diabético que vai viajar — POSFG | O Portal da Pós-Graduação

 

Publicado em 18/07/17

Pacientes diabéticos precisam controlar o índice glicêmico com frequência, você sabe disso. E isso não é um empecilho para que ele curta a vida normalmente. No entanto, é importante que você o alerte para ter alguns cuidados antes de viajar, por exemplo.

A POSFG separou 10 dicas que vão te ajudar a lembrar de tudo na hora da consulta. Veja:

1) Ele precisa fazer um teste de Glicemia antes de sair de casa para saber como está o nível de glicose no sangue.

2) Aconselhe-o a sempre levar seu glicosimetro. Ele precisa revisar se pegou as reagentes, lancetas, lancetador, sachês de álcool e pilhas extras suficientes para toda a viagem. Se possível, é bom que ele leve material para dois dias a mais.

3) Se estiver de carro, lembre-o de parar a cada três ou quatro horas para fazer o teste de glicemia ou quando suspeitar de hipoglicemia. Assim ele aproveita para esticar as pernas e caminhar um pouco.

4) Lembre que ele precisa levar suprimento de lanches, caso haja um atraso inesperado nas refeições. Se ele estiver de carro ou ônibus, por exemplo, problemas no veículo ou engarrafamentos podem acontecer.

5) Se ele estiver dirigindo e identificar sintomas de hipoglicemia, precisa sair da estrada e esperar até que os níveis de açúcar no sangue voltem ao normal e os sintomas parem.

Quando a viagem for de avião, e ainda mais para o exterior, existem cuidados mais específicos:

6) Ele deve pesquisar sobre as peculiaridades da região para onde vai. É importante que as doses de insulina estejam sempre na bagagem de mão. Escreva um relatório em português e inglês explicando que ele tem diabetes. Lembre-se de destacar o CID (Código internacional de Doenças) em sua declaração e diga-o para manter junto com os documentos como o passaporte ou identidade.

7) Conceda-o a receita para os seus medicamentos e insumos (também em português e inglês). Insulina, seringas, fita reagente.

8) Enfatize-o que ele precisa ter uma lista das medicações que esteja carregando para agilizar a passagem pelas alfândegas.

9) Se durante o voo ele necessitar medir a glicemia, é importante que explique rapidamente a quem estiver ao seu lado o que fará.

10) Aconselhe-o a evitar ficar sentado por longos períodos. Se possível, é importante que ele tome um assento no corredor para esticar as pernas, e quando possível andar pelo corredor.

 

Fonte: SBEM

Ligamos para você!
0800 600 3720
Central de Matrículas
X
Nós ligamos para você!
Whatsapp