De que forma uma pós-graduação em medicina faz a diferença

Concluir a graduação de ciências médicas está bem longe de significar o fim de uma rotina de aprendizado e de estudos para quem se torna médico. Encerrar o ciclo da graduação, na verdade, é só o começo de uma trajetória profissional cheia de descobertas e aperfeiçoamento.

Depois da faculdade, com o objetivo de aprofundar-se em determinada área e dar novos passos a carreira, muitos profissionais tem optado pela pós-graduação. Cursos que possibilitam a qualificação profissional, levando ao aprimoramento da prática clínica e a consequente valorização do médico.

Então para os profissionais que buscam se manter atualizados e que querem conquistar novos espaços no mercado de trabalho, separamos alguns bons motivos que demonstram de que forma uma pós-graduação agrega valores a carreira.

Conhecimento científico atualizado

A pós-graduação oferece uma formação teórica avançada, especialmente quando o corpo docente é formado por professores com mestrado e/ou doutorado. Uma vez que a residência é uma formação que enfatiza o treinamento prático, muitas vezes, é a oportunidade ideal para médicos já atuantes aumentarem sua bagagem teórica.

Conceitos e inovações aprendidas refletem, naturalmente, na prática clínica e na segurança do médico frente aos desafios do dia a dia, tornando-se um profissional mais assertivo em seus diagnósticos e, em virtude disso, de maior credibilidade e prestígio junto a sua clientela.

Oportunidades de networking

Além do conhecimento adquirido, um curso de qualidade pode fazer muito mais por sua carreira. Em qualquer área profissional, o relacionamento abre portas, especialmente no caso de profissionais liberais, como os médicos, que muitas vezes possuem diversos empregos, além de atuar em seus próprios consultórios ou clínicas.

Cursando uma pós-graduação, as possibilidades de networking são muitas, incluindo professores, profissionais de outras cidades, atuantes em estágios diferentes da carreira ou, ainda, em outros hospitais, outras clínicas e até outras especialidades, aumentando e diversificando sua rede de relacionamento profissional, de onde poderão surgir oportunidades de trabalho, intercâmbio de pacientes, parcerias em pesquisas e estudos clínicos, entre outras.

Aulas práticas na pós-graduação em Medicina

Muitas instituições sabem da sua importância e as incluem em suas grades. Ainda que a carga horária não seja tão extensa, seu aproveitamento é alto, uma vez que o curso é focado em casos da especialidade.

As atividades ocorrem em hospitais e ambulatórios parceiros das instituições de ensino e os alunos são acompanhados e orientados por professores especialistas nas respectivas áreas. Dependendo de como o módulo prático é estruturado, o aluno pode conduzir exames e discutir casos avançados, acompanhando pacientes efetivamente.

Aprimoramento do raciocínio clínico

Conhecimento teórico avançado aliado à aplicação prática promove o aumento da agilidade de raciocínio na clínica, especialmente no que diz respeito à capacidade diagnóstica. É justamente a conjugação dos dois aspectos— teoria e prática em um mesmo curso — que proporciona isso.

Trata-se de habilidade essencialmente desenvolvida a partir de exercício. A possibilidade de atuar no dia a dia e acompanhar de perto casos complexos, aplicando conceitos aprendidos em sala de aula, acabarão por treinar o médico a usar seu conhecimento e seus sentidos na busca de respostas mais precisas em cada vez menos tempo.

Segmentação da atuação

Um dos caminhos para um médico aumentar sua remuneração é especializar-se ainda mais, focando em um nicho mais específico de pacientes. Profissionais de diversas especialidades, como pediatria, gastroenterologia ou pneumologia, por exemplo, podem fazer uma pós-graduação em Alergia e Imunologia, dessa maneira, capacitando-se em atender melhor seus pacientes que sofrem de alergia.

Novos tratamentos

A medicina é dinâmica, e a cada ano surgem inovações tecnológicas e farmacológicas que possibilitam novos tratamentos. Dessa forma, as opções aprendidas na faculdade e residência, em poucos anos, podem estar desatualizadas. Ainda que o médico busque constante atualização por meio da participação em congressos e da leitura de revistas científicas, aplicar tratamentos pode requerer habilidades práticas e vivência clínica.

Cursar uma pós-graduação de qualidade tornará o médico apto a oferecer novos e modernos tratamentos aos seus pacientes. Em dermatologia, por exemplo, são lançadas novidades frequentemente e, justamente por possibilitar a realização de tantos procedimentos, é uma das especialidades mais bem remuneradas.

Abordagem clínica diferenciada

Ao cursar uma pós-graduação em outra área, um especialista pode complementar sua abordagem clínica, tornando seu atendimento diferenciado e multidisciplinar. Profissionais de áreas com a ginecologia e geriatria, cujos pacientes costumam desenvolver transtornos de ansiedade e depressão, podem beneficiar-se de uma pós-graduação em psiquiatria, por exemplo, conseguindo assim, entender e atender muito melhor seus pacientes.

Além disso, um curso nessa área é sempre uma possibilidade de autoconhecimento, especialmente para profissionais que atuam sobre pressão e estresse, como os médicos.

Ou seja, são muitas as vantagens de fazer uma pós-graduação, mas é importante lembrar que, para tornar-se um especialista é necessário realizar a prova de título — exames aplicados pelas respectivas Sociedades Médicas.

 

 

 

 

 

Ligamos para você!
0800 600 3720
Central de Matrículas
X
Nós ligamos para você!
Whatsapp