Estudo avalia risco de recaída em pacientes com lúpus em remissão

Estudo avalia risco de recaída em pacientes com lúpus em remissão

Duas equipes de pesquisadores franceses demonstraram a eficácia de um novo teste para prever o risco de recaída nos doentes de lúpus, uma doença autoimune que alterna períodos de exacerbações e remissões.

Este teste, mais rápido e sensível que os existentes, permitiu estabelecer que os pacientes com lúpus em remissão, mas com uma taxa elevada de interferon – uma proteína da família das citocinas –, têm mais risco de recaída no ano seguinte que os outros.

Esta informação é importante para saber quais pacientes necessitam de maior atenção e quais podem se beneficiar de uma redução da vigilância e dos tratamentos. A tecnologia utilizada no estudo pelas duas equipes do hospital da Pitié-Salpêtrière (AP-HP) de Paris.

Seu uso em 254 doentes com lúpus em remissão detectou “taxas anormalmente elevadas de interferon alfa no soro” em um quarto deles. O acompanhamento destes pacientes participantes durante um ano demonstrou que “esta anomalia biológica está associada com um risco de recaída em aumento”.

Conheça as Pós-graduações POSFG

As pós-graduações da POSFG são certificadas pelo Ministério da Educação. A formação de especialista será concedida posteriormente aprovação na prova de título. Além disso, é necessário que o médico preencha todos os pré-requisitos exigidos pela sociedade brasileira da especialidade em questão.

Informe-se sobre todas as condições diretamente com um consultor. Preencha o formulário abaixo ou entre em contato pelo 0800 600 3720.

Inscreva-se

    Você é graduado em medicina?
    SimNãoNão informado
    Fale Conosco
    X
    Nós ligamos para você!

      Whatsapp