Gastos com acidentes de trabalho entre 2012 e 2018 ultrapassam R$ 27,3 bilhões

A cada 3 horas e 38 minutos um brasileiro perde a vida por conta de um acidente no local de trabalho. Quando não resultam em morte, na maior parte dos casos, eles deixam o trabalhador impossibilitado de exercer as funções. Assim, nos últimos seis anos, os brasileiros perderam 318,4 mil dias de trabalho por conta disso, o que leva o país a ocupar o quarto lugar no ranking entre os que mais vitimam trabalhadores. Situação que gera custos altos. De 2012 a 2018, o Brasil já gastou R$ 27,3 bilhões com acidentes.

Os dados foram apresentados pelo procurador-geral do Ministério Público do Trabalho, Ronaldo Curado Fleury nesta semana. Fleury destacou que esta é a contribuição do Ministério Público do Trabalho (MPT) para que o governo possa desenvolver políticas públicas e os empregadores possam cuidar melhor da saúde e da vida dos empregadores, bem como os sindicatos possam reforçar seu esforço de conscientização para que os trabalhadores deixem de virar estatística. “O MPT desenvolveu, em parceria com a Organização Internacional do Trabalho, o Observatório de Saúde e Segurança do Trabalho, onde são cruzados os dados do Ministério do Trabalho, do INSS, do Ministério da Fazenda e de outros órgãos e instituições, para fornecer conhecimento”.

Ainda segundo o procurador-geral, “esses números servem para a reflexão de todos”. Ele desejou o aprofundamento das parcerias já existentes para que as empresas deixem de perder dinheiro e os empregados deixem de perder a saúde em razão dos acidentes de trabalho. “Que nós consigamos ser mais efetivos e que as empresas e sindicatos participem ainda mais, pois, sem a conscientização sobre os riscos dos acidentes de trabalho e dos prejuízos econômicos causados por eles, continuaremos fazendo campanhas, campanhas e campanhas enquanto os números continuarão aumentando”, acrescentou Fleury.

A Canpat 2018 terá como temas o Adoecimento Ocupacional e as Quedas no trabalho em altura e se estenderá até novembro com o objetivo de conscientizar trabalhadores e empregados a adotarem medidas preventivas para neutralizar o adoecimento.

 (Fonte: Procuradoria Geral do Trabalho)

 

Ligamos para você!
0800 600 3720
Central de Matrículas
X
Nós ligamos para você!
Whatsapp