Por que investir na área de reumatologia?

Ela é uma área relativamente nova, em que atuam hoje pouco mais de 2380 reumatologistas no Brasil, segundo a pesquisa Demografia Médica deste ano. Os profissionais estão concentrados principalmente na região sudeste do país. Por conta desse baixo índice de médicos especializados, pouca gente consegue tratar de forma adequada as doenças reumáticas, que envolvem mais de 120 tipos.

E como vem ganhando cada vez mais espaço, buscar a qualificação nessa área se torna fundamental. Uma pós-graduação é o caminho inteligente e seguro para isso, porque garante o acesso a novos conhecimentos e aperfeiçoa as habilidades do profissional. E para você que é médico e tem interesse na reumatologia, separamos algumas informações interessantes sobre a especialidade.

O que faz o reumatologista

Primeiro é importante entender que a reumatologia é o campo da medicina que se dedica a estudar dores e incômodos que interferem no sistema musculoesquelético, que podem acometer, diferente do que muitos pensam, pessoas de qualquer faixa etária. A reumatologia se propõe a encontrar o melhor tratamento para uma série de doenças inflamatórias e imunológicas que atacam os tecidos conjuntivos, incluindo articulações, ossos, tecido muscular, tendões e ligamentos. As doenças reumáticas se caracterizam por possuir um cotejo sintomático bastante complexo e variável.

Principais doenças

As principais doenças reumatológicas são a artrite reumatoide, a osteoporose, a orteoartrose e a fibromialgia. Além dessas, o reumatologista também está apto a tratar doenças como lombalgias, cervicalgias, dorsalgias e artrites idiopáticas juvenis. Doenças como o lúpus eritematoso sistêmico e a síndrome de Siogren também são acompanhadas por especialistas dessa área.

Tratamento das doenças

O tratamento de doenças reumáticas é feito por meio de uma série de medicamentos e tem como objetivo principal amenizar os sintomas e permitir que o paciente tenha uma qualidade de vida melhor, ampliando a sua capacidade de locomoção e diminuindo os quadros dolorosos com analgésicos, corticoides e outras substâncias. Às vezes o tratamento prevê também, aliadas a medicação, técnicas desenvolvidas por uma equipe multidisciplinar, que trabalha com exercícios suaves, alongamentos, atividades de fortalecimento muscular e condicionamento aeróbico.

De que forma uma pós-graduação ajuda

A pós-graduação ganha destaque na carreira do profissional se levarmos em conta que é através desse curso que ele vai ter a condição de aprofundar conhecimentos não apenas sobre aspectos clínicos e das doenças, mas também vai estar informado sobre as melhores oportunidades, evitando erros. Por isso uma pós-graduação séria, de qualidade, é com certeza um passo importante, seguro e inteligente para que esse profissional fique ainda mais qualificado. Se esse é o seu caso, se você é médico e tem interesse em fazer uma pós-graduação, clique aqui.

Ligamos para você!
0800 600 3720
Central de Matrículas
X
Nós ligamos para você!
Whatsapp