Onde o Pediatra pode atuar e como é sua rotina de trabalho?

 

A Pediatria é a área da Medicina que cuida da criança e do adolescente, desde a concepção ao início da idade adulta. Inclusive, cada vez mais cedo o médico pediatra se envolve com as famílias, já durante o pré-natal, pois os pais já querem se conectar ao profissional e criar um vínculo, em vez de conhecê-lo só na hora do parto.

A Pediatria, assim como a Clínica Médica, é uma das áreas bases da Medicina. Por ser uma profissão de complexos desafios, muitos alunos têm receio de escolher essa especialidade. Além de muita responsabilidade, o exercício da Pediatria exige um amplo conhecimento técnico, considerando que a maioria dos pacientes não sabe expressar o que sente.

Fazer um diagnóstico correto e traçar uma boa conduta depende basicamente das habilidades do pediatra. Nessa profissão, é essencial dominar o exame físico, conhecer as doenças nos mínimos detalhes, além de conquistar a confiança da criança e de seus responsáveis.

Como é o trabalho do médico Pediatra?

O pediatra pode atuar em serviços de emergência, centros de terapia intensiva ou enfermaria de hospitais (como plantonista ou como rotina desses serviços), maternidades (sala de parto, alojamento conjunto, UTI neonatal), ambulatórios, postos de saúde, clínica da família, transporte em ambulância. Também há espaço em núcleos internos de regulação, centrais de regulação de vagas, coordenação de áreas programáticas, coordenação de programas de saúde no nível central (prefeitura/estado), programas de saúde pública em geral ou carreira militar.

Normalmente, a escolha por esses locais se dá no início da carreira, quando os médicos ainda não têm consultório próprio ou clientela fixa. Apesar de oferecerem uma rotina tumultuada e exaustiva, os plantões têm alta remuneração e conferem muita experiência ao médico recém-formado.

Para os médicos que decidirem atuar em consultórios, deve-se saber que, em primeiro lugar, ele terá de encontrar um espaço para desenvolver suas atividades. Além da sala, é necessário que o médico tenha uma clientela numerosa, que o faça atingir, ao final do mês, uma renda satisfatória – afinal de contas, o serviço é cobrado por consultas.

O médico de consultório tem um trabalho muito gratificante, que é o atendimento longitudinal, ou seja, acompanhar o crescimento e o desenvolvimento da criança. Desde os primeiros passos até a vida adulta, o pediatra estará ao lado do paciente e da família, participando de todos os momentos importantes desse amadurecimento.

Entretanto, ser esse profissional de confiança da família tem um ônus a ser considerado. Enquanto o médico de plantão se dedica ao paciente apenas durante o atendimento, o pediatra do consultório é o suporte da família 24h por dia. Infelizmente, quem opta por seguir esse caminho deve entender que alguns pais se preocupam demasiadamente e em horários impróprios. Faz parte da rotina do pediatra lidar com algumas inconveniências fora do horário de trabalho. Mas, cabe ao profissional orientar os pais sobre a comunicação, que só deve ser feita quando estritamente necessário, já que as consultas devem ser presenciais.

pos-graduacao-pediatria

Quer fazer sua especialização em Pediatria? Preencha o formulário abaixo e nós enviaremos a proposta do nosso curso de pós-graduação.

 

MANIFESTE INTERESSE

Você é graduado em medicina?
SimNãoNão informado
Ligamos para você!
0800 600 3720
Central de Matrículas
X
Nós ligamos para você!
Whatsapp