Falta de ar e cansaço? Você precisa de um Pneumologista!

 

Você tem frequente sensação de cansaço ou falta de ar? Esses dois sintomas costumam andar sempre juntos, mas não são a mesma coisa. Você sabe qual o momento de procurar ajuda médica para se livrar desses incômodos sintomas?

pos-graduacao-pneumologia

A falta de ar, designada na medicina como dispneia, é uma sensação de dificuldade para respirar. É a impressão de que a quantidade de ar que entra nos pulmões é insuficiente. Mas, também pode se manifestar como uma dificuldade para expulsar o ar já respirado. A falta de ar, popularmente conhecida como “fôlego curto” é uma dificuldade de encher os pulmões, quando a respiração mais se parece com uma sequência de suspiros. Às vezes, a origem pode ser um simples sedentarismo ou a senilidade. Porém, não se acomode com essas respostas, porque frequentemente esses sintomas estão ligados a algum problema mais sério, ou mesmo podem ser a manifestação de uma doença em seu estágio inicial.

O sinal de alerta deve ser acionado quando a pessoa não costuma ter falta de ar e passa a sofrer disso. O médico pneumologista saberá distinguir uma dispneia real dos pacientes que acham que tem falta ar, quando na verdade não apresentam nenhum sinal de má oxigenação. A dispneia, apesar de parecer um sintoma muito subjetivo, na verdade não é. Sendo assim, com exame físico e análises de um médico, é possível determinar a causa e a gravidade da doença.

O tratamento da dispneia depende da causa. Se for devido a uma pneumonia, trata-se com antibióticos; Se for por insuficiência cardíaca, usa-se diuréticos; Se for anemia, trata-se com transfusão de sangue, e assim por diante. Quando bem diagnosticada, é possível impedir, por exemplo, que uma falta de ar por embolia pulmonar seja confundida com uma falta de ar da síndrome do pânico.

 

Ligamos para você!
0800 600 3720
Central de Matrículas
X
Nós ligamos para você!
Whatsapp