Todo médico deveria ter conhecimentos sobre oftalmologia para combater o glaucoma

O dia 26 de maio é dedicado ao combate ao glaucoma. A data visa conscientizar a população mundial sobre essa doença que é considerada a maior causa de cegueira permanente no mundo, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS). Para que todo médico entenda a importância de um diagnóstico precoce da doença, a POSFG compilou algumas informações importantes sobre o tema.

O glaucoma é uma doença degenerativa que afeta o nervo óptico capaz de causar cegueira, se não for tratada a tempo. A doença tem como principal fator de risco o aumento da pressão intraocular, mas não é a única causa.

No Brasil, de acordo com o Conselho Brasileiro de Oftalmologia, o glaucoma atinge de 2% a 3% dos indivíduos acima de 40 anos, o que corresponde a aproximadamente 1 milhão de pessoas. A estimativa é de crescimento de 50% nos próximos cinco anos.

O glaucoma também é um dos principais causadores da cegueira na infância, ocorrendo em 20% dos casos. A suspeita do glaucoma infantil deve partir do pediatra ainda na maternidade, logo após o bebê nascer, por meio do Teste do Olhinho.

Tratamento

Embora não tenha cura, o glaucoma, na maioria dos casos, pode ser controlado com tratamento contínuo e adequado junto de um oftalmologista, fazendo com que a perda da visão seja interrompida. Em adultos, o tratamento é realizado inicialmente com colírios aplicados uma ou duas vezes ao dia. No glaucoma congênito, o tratamento é essencialmente cirúrgico, porém colírios também podem ser utilizados nos pacientes que apresentam a doença desde o nascimento.

Prevenção

Exames oftalmológicos regulares são a principal forma para a detecção de glaucoma. O diagnóstico precoce pode evitar a progressão da doença e complicações mais graves.

Ligamos para você!
0800 600 3720
Central de Matrículas
X
Nós ligamos para você!
Whatsapp