Uma em cada 4 pessoas no mundo tem fome oculta

05/09/2018

Publicado em 05/09/2018

Você de repente nunca tenha ouvido falar de fome oculta, mas o fenômeno ainda pouco divulgado pode causar problemas bem graves.  A fome oculta se caracteriza por uma carência não explícita, de um ou mais micronutrientes, em que há alterações fisiológicas mínimas, que não são percebidas num exame clínico, por exemplo.

Em outras palavras, a fome oculta é uma consequência da falta ou do baixo consumo, especialmente, de vitaminas e minerais. A Organização Mundial da Saúde calcula que uma em cada quatro pessoas no mundo, cerca de dois bilhões de pessoas, convive com essa falta de nutrientes. A Organização afirma ainda que a condição atinge mais crianças, por conta de hábitos alimentares pouco variados, com seletividade alimentar e neofobia (recusa a experimentar novos alimentos).

Além disso, os pequenos têm necessidades muito maiores de micronutrientes por conta do rápido crescimento e à formação de órgãos vitais.

O que mais preocupa pais e especialistas é que o fenômeno se instala de forma silenciosa, comprometendo o sistema imunológico e deixando o organismo fraco, o que faz com que ele fique mais vulnerável a inflamações e infecções.

Principais sintomas

Estão entre os principais sintomas, dificuldade de concentração, falta de energia, sonolência, queda de produtividade, irritabilidade, cansaço, fraqueza e dores musculares.

O problema pode comprometer também várias etapas do processo metabólico, com alterações no sistema imunológico, nas defesas antioxidantes e no desenvolvimento físico e mental. A deficiência é fator predisponente/agravante de diversas doenças crônicas, como doenças cardiovasculares, hipertensão arterial, diabetes mellitus, dislipidemia, obesidade, alguns tipos de câncer e osteoporose, entre outras.

Como funciona o tratamento?

Especialistas indicam o uso de suplementos vitamínicos, a fortificação de alimentos e a diversificação alimentar para melhorar a qualidade e a quantidade do consumo de nutrientes.

Os multivitamínicos, como Vitawin Kids, também são suplementos recomendados para prevenir em casos de necessidades nutricionais específicas. A combinação de vitaminas e minerais essenciais contidos nos suplementos busca se aproximar de padrões alimentares saudáveis.

Para auxiliar na complementação infantil, os pais e mães podem contar com Vitawin Kids, suplemento de vitaminas C+D e minerais Ferro e Cálcio, desenvolvido para atender as necessidades nutricionais de crianças entre quatro e dez anos. O produto está de acordo com a Ingestão Diária Recomendada (IDR) e doses maiores que as indicadas podem ser tomadas somente sob orientação do médico ou nutricionista.

 

 

Ligamos para você!
0800 600 3720
Central de Matrículas
X
Nós ligamos para você!
Whatsapp