Quando o cérebro não acompanha o que o ouvido “diz”

Estudos sobre Processamento Auditivo Central. O termo parece complicado, mas significa a capacidade que o cérebro tem para usar a informação que chega pelos ouvidos. Ou seja, “é aquilo que o cérebro faz com aquilo que o ouvido diz”.

Ele representa habilidades auditivas desenvolvidas desde que nascemos, como localizar o som, focar a atenção em um som e discriminar um som do outro, por exemplo.

Algumas pessoas têm dificuldade na hora de realizar essas habilidades, o que provoca desatenção, dificuldade de concentração, compreensão e aprendizagem. O que muitas vezes é confundido com hiperatividade, transtorno do déficit de atenção e outras dificuldades de aprendizagem.

É por isso que os profissionais como pedagogos, por exemplo, precisam ficar atentos a algumas características que podem indicar uma desordem do Processamento Auditivo Central em crianças a partir dos seis anos que não vão bem na escola:

– Dificuldade de aprendizagem e/ou para ler e escrever;

– Troca de letras para falar, ler ou escrever;

– Dificuldade de memória;

– Desatenção e/ou distração;

– Cansaço rápido quando está assistindo às aulas ou palestras;

– Agitação e/ou inquietação;

– Dificuldade para ouvir e prestar atenção em ambientes ruidosos;

– Pedir para repetir (“o que?”, “hã?”) ou dizer “não entendi”;

– Parecer não ouvir/entender bem;

– Demora para escutar e/ou compreender o que foi dito;

– Dificuldade em conversas com muitas pessoas ao mesmo tempo;

– Dificuldade para localizar de onde o som está vindo;

– Dificuldade para realizar uma sequência de tarefas que lhe foi solicitada.

– Adultos com dificuldade de entender (“hã? “o quê?”) no seu dia-a-dia profissional e de conviver com familiares e amigos (memória, concentração, entendimento, etc.)

– Pessoas de qualquer idade que usam aparelhos auditivos, mas continuam com dificuldade de entendimento em lugares ruidosos ou quando conversam com várias pessoas ao mesmo tempo.

-letra feia

É importante ressaltar que as habilidades auditivas podem ser avaliadas e treinadas. Uma avaliação auditiva completa associada a testes especiais para avaliar a audição central são fundamentais para detectar quais habilidades estão prejudicadas e direcionar o tratamento.

O conhecimento e a detecção das Desordens do Processamento Auditivo Central podem ser fundamentais para o desenvolvimento escolar adequado de algumas crianças. A boa notícia é que essas dificuldades podem ser revertidas.

barbacenaonline.com.br/voce-escuta-mas-nao-entende

 

Ligamos para você!
0800 600 3720
Central de Matrículas
X
Nós ligamos para você!
Whatsapp